A Magic Cure

Uma cura mágica

Levanto tarde
O dia está perdido
Não dou a benção ao galo
Não levo as mãos à água
Aí está escuro
e olho para todos os pontos
da rua St. Denis
Até falo de religião
com os outros vagabundos
que, como eu, estão atrás de novas mulheres
Na cama adormeço
no meio de um Salmo
que estou lendo
para um cura mágica.

A Magic Cure

“I get up too late
The day is lost
I don’t bless the rooster
I don’t raise my hands to the water
Then it’s dark
and I look into all the spots
on rue St-Denis
I even talk religion
to the other wastrels
who, like me, are after new women
In bed I fall asleep
in the middle of a Psalm
which I am reading
for a magic cure

– Montreal, 1975