Chelsea Hotel #2

Chelsea Hotel #2

I remember you well in the Chelsea Hotel,
you were talking so brave and so sweet,
giving me head on the unmade bed,
while the limousines wait in the street.
Those were the reasons and that was New York,
we were running for the money and the flesh.
And that was called love for the workers in song
probably still is for those of them left.

Ah but you got away, didn't you babe,
you just turned your back on the crowd,
you got away, I never once heard you say,
I need you, I don't need you,
I need you, I don't need you
and all of that jiving around.

I remember you well in the Chelsea Hotel
you were famous, your heart was a legend.
You told me again you preferred handsome men
but for me you would make an exception.
And clenching your fist for the ones like us
who are oppressed by the figures of beauty,
you fixed yourself, you said, "Well never mind,
we are ugly but we have the music."

Ah but you got away, didn't you babe,
you just turned your back on the crowd,
you got away, I never once heard you say,
I need you, I don't need you,
I need you, I don't need you
and all of that jiving around.

I don't mean to suggest that I loved you the best,
I can't keep track of each fallen robin.
I remember you well in the Chelsea Hotel,
that's all, I don't even think of you that often.

Lembro bem de você no Hotel Chelsea,
você falava tão livre e sem medo,
fazendo um boquete na cama desfeita,
enquanto as limusines esperavam na rua.
Essas eram as razões e essa era Nova Iorque,
estávamos atrás do dinheiro e da perdição.
Para os compositores aquilo se chamava amor
e provavelmente ainda é para os que ainda compõem.

Mas você foi embora, não foi, meu amor,
você virou as costas no meio da multidão,
você se foi, e sequer uma vez ouvi,
preciso de ti, não preciso,
preciso de ti, não preciso,
e isso tudo é conversa fiada.

Lembro bem de você no Chelsea Hotel,
você era famosa, seu coração uma lenda.
Mais uma vez, disse que preferia homens belos
mas comigo faria uma exceção.
E cerrando os punhos para aqueles que, como nós,
são oprimidos pelas figuras de beleza,
você retirou o que disse, e falou: “Não ligue, não,
somos feios mas temos a música”.

E aí você partiu, não partiu, meu amor,
você virou as costas no meio da multidão,
você se foi, e sequer uma vez ouvi,
preciso de ti, não preciso,
preciso de ti, não preciso,
e isso tudo é conversa fiada.

Não pretendia dizer que te amei demais,
não posso dar conta de cada robe caído.
Lembro bem de você no Chelsea Hotel,
isso é tudo, sequer penso em você tanto assim.