Love Itself

Amor próprio

The light came through the window,
Straight from the sun above,
And so inside my little room
There plunged the rays of Love.

In streams of light I clearly saw
The dust you seldom see,
Out of which the Nameless makes
A Name for one like me.

I'll try to say a little more:
Love went on and on
Until it reached an open door -
Then Love Itself
Love Itself was gone.

All busy in the sunlight
The flecks did float and dance,
And I was tumbled up with them
In formless circumstance.

I'll try to say a little more:
Love went on and on
Until it reached an open door -
Then Love Itself
Love Itself was gone.

Then I came back from where I'd been.
My room, it looked the same -
But there was nothing left between
The Nameless and the Name.

All busy in the sunlight
The flecks did float and dance,
And I was tumbled up with them
In formless circumstance.

I'll try to say a little more:
Love went on and on
Until it reached an open door -
Then Love itself,
Love Itself was gone.
Love Itself was gone.

A luz entrou pela janela,
direto do sol a brilhar
E no interior do meu quarto
se lançam os raios de amor.

Em faixos de luz vi claramente
a poeira que raramente se vê,
dos quais os Sem Nome criam
um Nome para alguém como eu.

Vou tentar dizer um pouco mais:
o Amor seguiu adiante
até que encontrasse uma porta aberta –
Então ame a si mesmo.
O amor próprio acabou.

Todos ocupados, sob a luz do sol
os flocos flutuam e dançam,
e fiquei brincando come eles
sob circunstância informe.

Vou tentar dizer um pouco mais:
o Amor seguiu adiante
até que encontrasse uma porta aberta –
Então ame a si mesmo.
O amor próprio acabou.

Voltei então de onde estive.
Meu quarto parecia o mesmo –
Mas não havia mais nada entre
Os Sem Nome e os com Nome.

Todos ocupados, sob a luz do sol
os flocos flutuam e dançam,
e fiquei brincando come elas
sob circunstância informe.

Vou tentar dizer um pouco mais:
o Amor seguiu adiante
até que encontrasse uma porta aberta –
Então ame a si mesmo.
O amor próprio acabou
O amor próprio acabou