Songs of Love and Hate

Sing Another Song, Boys

Cantem outra canção, rapazes

Let's sing another song, boys,
this one has grown old and bitter

Ah his fingernails, I see they're broken,
his ships they're all on fire.
The moneylender's lovely little daughter
ah, she's eaten, she's eaten with desire.
She spies him through the glasses
from the pawnshops of her wicked father.
She hails him with a microphone
that some poor singer, just like me,
had to leave her.
She tempts him with a clarinet,
she waves a Nazi dagger.
She finds him lying in a heap;
she wants to be his woman.
He says, "Yes, I might go to sleep
but kindly leave, leave the future,
leave it open."

He stands where it is steep,
oh I guess he thinks that
he's the very first one,
his hand upon his leather belt now
like it was the wheel of some
big ocean liner.
And she will learn to touch herself so well
as all the sails burn down like paper.
And he has lit the chain
of his famous cigarillo.
Ah, they'll never, they'll never
ever reach the moon,
at least not the one that we're after;
it's floating broken on the open sea,
look out there, my friends,
and it carries no survivors.
But lets leave these lovers wondering
why they cannot have each other,
and let's sing another song, boys,
this one has grown old and bitter.

“Vamos cantar outra canção, rapazes,
esta envelheceu e ficou amarga”

Ah, suas unhas, vejo que estão quebradas,
seus navios estão todos em chamas.
A adorável filha do agiota
ah, ela é consumida, consumida pelo desejo.
Ela o observa pelas janelas
da loja de penhores de seu inescrupuloso pai.
Ela acena a ele com um microfone
que algum pobre cantor, como eu,
teve que penhorar.
Ela chama sua atenção com um clarinete,
então sacode uma faca nazista.
Ela o encontra descansando em um monte;
ela quer ser sua mulher,
Ele diz: “Eu poderia simplesmente dormir,
mas gentilmente deixe, deixe o futuro,
deixe-o em aberto”.

Ele está em um precipício,
ó, acho que ele pensa ser o
primeiro a ali estar,
com as mãos sobre o cinto de couro
como se fosse o capitão de um
grande transatlântico.
E ela aprenderá a se tocar tão bem
enquanto todos os navios queimam como papel.
Ele acendia seus famosos cigarros
um na brasa do outro.
Ah, eles nunca, eles
nunca alcançarão a lua,
pelo menos não aquela que procuramos;
está quebrado à deriva em mar aberto,
olhem lá, meus amigos,
sem nenhum sobrevivente.
Mas deixemos esses amantes se perguntando
por que um não pode ter o outro,
e vamos cantar outra canção, rapazes
está envelheceu e ficou amarga.

Love Calls You By Your Name

O Amor te Chama Pelo Nome

You thought that it could never happen
to all the people that you became,
your body lost in legend, the beast so very tame.
But here, right here,
between the birthmark and the stain,
between the ocean and your open vein,
between the snowman and the rain,
once again, once again,
love calls you by your name.

The women in your scrapbook
whom you still praise and blame,
you say they chained you to your fingernails
and you climb the halls of fame.
Oh but here, right here,
between the peanuts and the cage,
between the darkness and the stage,
between the hour and the age,
once again, once again,
love calls you by your name.

Shouldering your loneliness
like a gun that you will not learn to aim,
you stumble into this movie house,
then you climb, you climb into the frame.
Yes, and here, right here
between the moonlight and the lane,
between the tunnel and the train,
between the victim and his stain,
once again, once again,
love calls you by your name.

I leave the lady meditating
on the very love which I, I do not wish to claim,
I journey down the hundred steps,
but the street is still the very same.
And here, right here,
between the dancer and his cane,
between the sailboat and the drain,
between the newsreel and your tiny pain,
once again, once again,
love calls you by your name.

Where are you, Judy, where are you, Anne?
Where are the paths
your heroes came
Wondering out loud as the bandage pulls away,
was I, was I only limping,
was I really lame?
Oh here, come over here,
between the windmill and the grain,
between the sundial and the chain,
between the traitor and her pain,
once again, once again,
love calls you by your name.

Você achava que isso nunca aconteceria
a todas as pessoas nas quais você se tornou,
seu corpo perdido em lenda, a fera bem domada.
Mas aqui, bem aqui,
entre a marca de nascença e a mancha,
entre o oceano e suas veias abertas,
entre o boneco de neve e a chuva,
mais uma vez, mais uma vez,
o amor chama você pelo nome

A mulher no seu caderno de recados,
aquela que você ainda louva e depois reclama
você diz que te acorrentaram às suas unhas
você escala os halls da fama.
Ó, mas aqui, bem aqui,
entre os amendoins e a jaula,
entre a escuridão e o palco,
entre a hora e a era,
mais uma vez, mais uma vez,
o amor chama você pelo nome.

Sustentando sua solidão
como uma arma cuja mira não sabe usar,
de repente você está no cinema
então escala, escala pra dentro do frame.
Sim e aqui, bem aqui
entre a luz da lua e o beco,
entre o túnel e o trem,
entre a vítima e seu sangue,
mais uma vez, mais uma vez,
o amor chama você pelo nome.

Deixei a moça contemplando
aquele mesmo amor que eu, eu não desejo alcançar,
eu viajo com milhares de passos,
mas a rua ainda é a mesma.
E aqui, bem aqui,
entre a dançarina e seu cano,
entre o bote e a correnteza,
entre as notícias e sua pequenina dor,
mais uma vez, mais uma vez,
o amor chama você pelo nome.

Onde está você, Judy, onde está você, Anne?
Onde estão os caminhos pelos quais
seus heróis vieram?
Pensando alto enquanto a bandagem escapa,
eu estava, estava apenas mancando,
estava inapto para andar?
Ó, aqui, bem aqui,
entre e o moinho e o grão,
entre o sol que nasce quadrado e a corrente,
entre o traidor e sua dor,
mais uma vez, mais uma vez,
o amor chama você pelo nome.

Diamonds in the Mine

Diamantes na mina

The woman in blue, she's asking for revenge,
man in white -- that's you -- says he has no friends.
The river is swollen up with rusty cans
and the trees are burning
in your promised land.
And there are no letters in the mailbox,
and there are no grapes upon the vine,
and there are no chocolates in the boxes anymore,
and there are no diamonds in the mine.

Well, you tell me that your
lover has a broken limb,
you say you're kind of restless
now and it's on account of him.
Well, I saw the man in question,
it was just the other night,
he was eating up a lady where
the lions and Christians fight.

And there are no letters in the mailbox
and there are no grapes upon the vine,
and there are no chocolates in the boxes anymore,
and there are no diamonds in the mine.

(You tell them now)

Ah, there is no comfort in
the covens of the witch,
some very clever doctor
went and sterilized the bitch,
and the only man of energy,
yes the revolution's pride,
he trained a hundred women
just to kill an unborn child.

And there are no letters in the mailbox,
oh no, there are no, no grapes upon your vine,
and there are, there are no chocolates
in your boxes anymore,
and there are no diamonds in your mine,
and there are no letters in the mailbox,
and there are no grapes upon the vine,
and there are no chocolates in your boxes anymore,
and there are no diamonds in your mine.

A mulher de azul, ela está jurando desforra,
o homem de branco – que é você – diz não ter amigos.
O rio foi engolido por latas enferrujadas
e as árvores estão ardendo em chamas
na tua terra prometida.
E não há cartas na caixa do correio,
não há uvas na parreira,
não há mais chocolates nas caixas,
e não há diamantes na mina.

Bem, você me diz que seu
amante tinha um membro despedaçado,
você diz estar sem sossego
e que isso é culpa dele.
Bem, eu vi o homem em questão,
foi na noite passada.
Ele devorava uma moça onde
os leões e cristãos lutavam.

E não há cartas na caixa do correio,
não há uvas na parreira,
não há mais chocolates nas caixas,
e não há diamantes na mina.

(Agora você diz a eles)

Ah, não há conforto nas
convenções das bruxas,
algum doutor muito esperto
foi e esterilizou a puta,
e o único homem de energia,
sim, o orgulho da revolução,
ele treinou mil mulheres para
matar as crianças vindouras.

E não há cartas na caixa do correio,
ó, não, não há, não há uvas na parreira,
não há, não há mais chocolates
nas suas caixas,
não há diamantes na mina.
E não há cartas na caixa do correio,
e não há uvas na parreira,
e não há mais chocolates nas caixas,
e não há diamantes na mina.

Dress Rehearsal Rag

Ensaio Geral

Four o'clock in the afternoon
and I didn't feel like very much.
I said to myself, "Where are you golden boy,
where is your famous golden touch?"
I thought you knew where
all of the elephants lie down,
I thought you were the crown prince
of all the wheels in Ivory Town.
Just take a look at your body now,
there's nothing much to save
and a bitter voice in the mirror cries,
"Hey, Prince, you need a shave."
Now if you can manage to get
your trembling fingers to behave,
why don't you try unwrapping
a stainless steel razor blade?
That's right, it's come to this,
yes it's come to this,
and wasn't it a long way down,
wasn't it a strange way down?

There's no hot water
and the cold is running thin.
Well, what do you expect from
the kind of places you've been living in?
Don't drink from that cup,
it's all caked and cracked along the rim.
That's not the electric light, my friend,
that is your vision growing dim.
Cover up your face with soap, there,
now you're Santa Claus.
And you've got a gift for anyone
who will give you his applause.
I thought you were a racing man,
ah, but you couldn't take the pace.
That's a funeral in the mirror
and it's stopping at your face.
That's right, it's come to this,
yes it's come to this,
and wasn't it a long way down,
ah wasn't it a strange way down?

Once there was a path
and a girl with chestnut hair,
and you passed the summers
picking all of the berries that grew there;
there were times she was a woman,
oh, there were times she was just a child,
and you held her in the shadows
where the raspberries grow wild.
And you climbed the twilight mountains
and you sang about the view,
and everywhere that you wandered
love seemed to go along with you.
That's a hard one to remember,
yes it makes you clench your fist.
And then the veins stand out like highways,
all along your wrist.
And yes it's come to this,
it's come to this,
and wasn't it a long way down,
wasn't it a strange way down?

You can still find a job,
go out and talk to a friend.
On the back of every magazine
there are those coupons you can send.
Why don't you join the Rosicrucians,
they can give you back your hope,
you can find your love with diagrams
on a plain brown envelope.
But you've used up all your coupons
except the one that seems
to be written on your wrist
along with several thousand dreams.
Now Santa Claus comes forward,
that's a razor in his mit;
and he puts on his dark glasses
and he shows you where to hit;
and then the cameras pan,
the stand in stunt man,
dress rehearsal rag,
it's just the dress rehearsal rag,
you know this dress rehearsal rag,
it's just a dress rehearsal rag.

São quatro horas da manhã
e não me sinto muito bem.
Disse a mim mesmo: “Cadê você, menino de ouro,
onde está seu famoso toque de ouro”?
Pensei que você soubesse onde
todos os elefantes dormem,
pensei que você fosse o príncipe coroado
de todos os rolezinhos na Cidade de Marfim.
Agora dê uma olhada no seu corpo,
não há muito a ser salvo
e no espelho há uma voz amarga que grita:
“Ei, Príncipe, você precisa se barbear”.
Se você conseguir com que seus
dedos parem de tremer,
por que não tenta desembrulhar
sua lâmina de aço inoxidável?
Está certo, ela serve para isso,
sim, ela serve para isso,
e esse não foi um caminho longo,
não foi um caminho estranho?

Não há água quente
e a fria está acabando.
Bem, o que você espera dos
lugares nos quais têm vivido?
Não beba desta xícara,
sua borda está toda suja e trincada.
Isso não é a luz elétrica, meu amigo,
é a sua visão enfraquecendo.
Cubra sua cara com sabão, agora
você é o Papai Noel.
E se tiver um presente para qualquer um
que irá te aplaudir.
Pensei que você fosse competitivo,
ah, mas não aguentou o tranco.
Há um funeral no espelho
e ele para em seu rosto.
Está certo, ela serve para isso,
sim, ela serve para isso,
e esse não foi um caminho longo,
não foi um caminho estranho?

Havia uma trilha
e uma garota com cabelos castanhos,
e você passou os verões
juntando todos os frutos que lá nasciam;
algumas vezes ela era uma mulher,
ó, algumas vezes era apenas uma criança.
e você a segurou nas sombras,
onde as amoras cresciam livremente.
Você escalou as montanhas crepusculares
e cantou sobre o panorama,
e por todos os lugares que vagou
o amor parecia te acompanhar.
Essa é uma coisa difícil de se lembrar,
sim, faz com que você cerre os punhos.
E então suas veias saltam como rodovias,
por todo seu pulso.
Está certo, ela serve para isso,
sim, ela serve para isso,
e esse não foi um caminho longo,
não foi um caminho estranho?

Você ainda pode achar um emprego,
saia e converse com um amigo.
Nas últimas páginas de cada revista
há aqueles cupons que podem ser enviados.
Por que não se junta aos Rosacruzes,
eles podem devolver sua esperança.
Você pode encontrar seu amor em diagramas
num envelope marrom.
Mas você usou todos os cupons
exceto aquele que parece
estar tatuado no seu pulso
junto com milhares de sonhos.
Agora Papai Noel segue em frente,
há uma lâmina em seu mamilo;
ele coloca seus óculos escuros
e te mostra onde deve ser atingido;
e as câmeras fazem a panorâmica
a plataforma do acrobata.
ensaio geral,
é apenas um ensaio geral,
você conhece esse ensaio geral,
é apenas um ensaio geral.

Last Year's Man

Homem do último ano

The rain falls down on last year's man,
that's a jew's harp on the table,
that's a crayon in his hand.
And the corners of the blueprint
are ruined since they rolled
far past the stems of thumbtacks
that still throw shadows on the wood.
And the skylight is like skin
for a drum I'll never mend
and all the rain falls down amen
on the works of last year's man.

I met a lady, she was playing with
her soldiers in the dark
oh one by one she had to tell them
that her name was Joan of Arc.
I was in that army, yes
I stayed a little while;
I want to thank you, Joan of Arc,
for treating me so well.

And though I wear a uniform
I was not born to fight;
all these wounded boys you lie beside,
goodnight, my friends, goodnight.

I came upon a wedding that
old families had contrived;
Bethlehem the bridegroom,
Babylon the bride.
Great Babylon was naked,
oh she stood there trembling for me,
and Bethlehem inflamed us both
like the shy one at some orgy.
And when we fell together
all our flesh was like a veil
that I had to draw aside to see
the serpent eat its tail.

Some women wait for Jesus,
and some women wait for Cain
so I hang upon my altar
and I hoist my axe again.
And I take the one who finds me
back to where it all began
when Jesus was the honeymoon
and Cain was just the man.
And we read from pleasant Bibles
that are bound in blood and skin
that the wilderness is gathering
all its children back again.

The rain falls down on last year's man,
an hour has gone by
and he has not moved his hand.
But everything will happen if
he only gives the word;
the lovers will rise up
and the mountains touch the ground.
But the skylight is like skin
for a drum I'll never mend
and all the rain falls down amen
on the works of last year's man.

A chuva cai no homem do último ano,
há uma harpa judaica sobre a mesa,
há um giz de cera em sua mão.
Ao serem enroladas, as bordas
do projeto se estragaram
e há muito os pinos das tachinhas
lançam sombras sobre a madeira.
E a luz do sol é como a pele de um
tambor que não irei remendar
e a chuva cai, amém,
nos trabalhos do homem do último homem.

Conheci uma dama, ela jogava
com seus soldados no escuro
ó, ela tinha que contar a cada um
que seu nome era Joana D’arc.
Eu era um dos soldados, sim,
servi por pouco tempo;
gostaria de agradecê-la, Joana D’arc,
por me tratar tão bem.

E apesar de usar um uniforme,
não nasci para lutar;
todos esses feridos que você dorme ao lado,
boa noite, meus amigos, boa noite.

Vim de um casamento combinado por
famílias tradicionais;
Bethlehem o noivo,
Babilônia a noiva.
Grande Babilônia estava nua, parada lá
tremendo por mim,
e Bethlehem nos inflamou
como o tímido numa orgia.
E quando juntos caímos,
toda nossa carne era como um véu
que tive que sair de lado para ver
a serpente comer seu rabo.

Algumas mulheres esperam por Jesus,
outras esperam por Cain
pendurei-me então sobre o altar
e levantei meu machado outra vez.
E levarei aquele que me traz de volta
pra onde tudo começou
quando Jesus era a lua-de-mel
e Cain era apenas um homem.
E lemos das agradáveis Bíblias que
há limites entre sangue e pele
que a imensidão está reunindo
todas as crianças novamente.

A chuva cai no homem do último ano,
uma hora se passou
e ele não moveu a mão.
Mas tudo irá acontecer se ele
disser apenas uma palavra;
os amantes irão se levantar
E as montanhas tocarão o chão.
mas a claraboia é como a pele de um
tambor que nunca irei remendar
e toda a chuva cai, amém,
nos trabalhos do último homem do ano.

Avalanche

Avalanche

Well I stepped into an avalanche,
it covered up my soul;
when I am not this hunchback that you see,
I sleep beneath the golden hill.
You who wish to conquer pain,
you must learn, learn to serve me well.

You strike my side by accident
as you go down for your gold.
The cripple here that you clothe and feed
is neither starved nor cold;
he does not ask for your company,
not at the centre, the centre of the world.

When I am on a pedestal,
you did not raise me there.
Your laws do not compel me
to kneel grotesque and bare.
I myself am the pedestal
for this ugly hump at which you stare.

You who wish to conquer pain,
you must learn what makes me kind;
the crumbs of love that you offer me,
they're the crumbs I've left behind.
Your pain is no credential here,
it's just the shadow, shadow of my wound.

I have begun to long for you,
I who have no greed;
I have begun to ask for you,
I who have no need.
You say you've gone away from me,
but I can feel you when you breathe.

Do not dress in those rags for me,
I know you are not poor;
you don't love me quite so fiercely now
when you know that you are not sure,
it is your turn, beloved,
it is your flesh that I wear.

Bem, pisei em uma avalanche,
ela cobriu minha alma;
quando não sou esse corcunda que você vê,
durmo no pé da montanha dourada.
Você que deseja domar a dor,
você deve aprender, aprender a me tratar bem.

Você caiu ao meu lado por acaso
enquanto procurava seu ouro.
Esse manco que você vestiu e alimentou
não tem mais fome nem frio;
ele não clama pela sua companhia,
não no centro, no centro do mundo.

Quando estou no pedestal,
não foi você quem me elevou.
Suas leis não me compelem
a me ajoelhar nu e grotesco.
Eu mesmo sou o pedestal
para esta corcunda feia que você encara.

Você, que deseja domar a dor,
deve aprender o que me torna amável;
as migalhas de amor que você me oferece.
são as migalhas que deixei para trás.
Aqui, sua dor não é credencial,
é apenas a sombra, a sombra do meu ferimento.

Comecei a sentir a sua falta,
eu, que não tenho ganância;
comecei a procurar por você,
eu, que não tenho desejo.
Você diz que se afastou de mim,
Mas posso te sentir quando respira.

Não se vista com esses trapos para mim,
sei que não és pobre.
Você não me ama tão ferozmente agora
quando sabe que não tem certeza,
é a sua vez, amada,
é a sua carne que eu visto.