Uncategorized

Take This Longing

Tire essa saudade

Many men have loved the bells
you fastened to the rein,
and everyone who wanted you
they found what they will
always want again.
Your beauty lost to you yourself
just as it was lost to them.

Oh take this longing from my tongue,
whatever useless things these
hands have done.
Let me see your beauty broken down
like you would do for one you love.

Your body like a searchlight
my poverty revealed,
I would like to try your charity
until you cry, "Now you must try my greed."
And everything depends upon
how near you sleep to me

Just take this longing from my tongue
all the lonely things
my hands have done.
Let me see your beauty broken down
like you would do for one your love.

Hungry as an archway
through which the troops have passed,
I stand in ruins behind you,
with your winter clothes,
your broken sandal straps.
I love to see you naked over there
especially from the back.

Oh take this longing from my tongue,
all the useless things
my hands have done,
untie for me your hired blue gown,
like you would do for one that you love.

You're faithful to the better man,
I'm afraid that he left.
So let me judge your love affair
in this very room where I have sentenced
mine to death.
I'll even wear these old laurel leaves
that he's shaken from his head.

Just take this longing from my tongue,
all the useless things
my hands have done,
let me see your beauty broken down,
like you would do for one you love.
Like you would do for one you love.

Muitos homens amaram os sinos,
você se agarrou às rédeas,
e todos que te desejaram
descobriram o que sempre
desejariam novamente.
Sua beleza perdida em você mesma
assim como estava perdida para eles.

Ó, tire essa saudade da minha língua,
de todo tipo de coisa inútil que minhas
mãos já fizeram.
Deixe-me ver sua beleza despedaçada
como faria para aquele que ama.

Seu corpo como um holofote
minha pobreza revelada,
gostaria de experimentar sua caridade
até você gritar, “Experimente agora minha cobiça”.
Tudo depende da distância
que você deita de mim.

Ó, tire essa saudade da minha língua,
de todas coisas inúteis que
minhas mãos já fizeram.
Deixe-me ver sua beleza despedaçada
como faria para aquele que ama

Faminto como um arco,
por cujas tropas atravessou,
arruinado, permaneço atrás de ti,
com suas roupas de inverno,
suas sandálias rotas.
Adoraria vê-la nua,
especialmente quando estiver de costas

Ó, tire essa saudade da minha língua,
de todas coisas inúteis que
minhas mãos já fizeram.
Deixe-me ver sua beleza despedaçada
como faria para aquele que ama

Você é fiel ao melhor homem
Temo que ele tenha partido
então deixe que eu julgue seu caso de amor
neste mesmo quarto onde
sentenciei o meu à morte
Até mesmo usarei esses louros
que ele tirou da cabeça

Ó, tire essa saudade da minha língua,
das todas coisas inúteis que
minhas mãos já fizeram.
Deixe-me ver sua beleza despedaçada
como faria para aquele que ama.

Joan Of Arc

Joana D'Arc

Now the flames they followed Joan of Arc
as she came riding through the dark;
no moon to keep her armour bright,
no man to get her through this very smoky night.
She said, "I'm tired of the war,
I want the kind of work I had before,
a wedding dress or something white
to wear upon my swollen appetite.

"Well, I'm glad to hear you talk this way,
you know I've watched you riding every day
and something in me yearns to win
such a cold and lonesome heroine.
"And who are you?" she sternly spoke
to the one beneath the smoke.
"Why, I'm fire," he replied,
"And I love your solitude, I love your pride."

"Then fire, make your body cold,
I'm going to give you mine to hold,"
saying this she climbed inside
to be his one, to be his only bride.
And deep into his fiery heart
he took the dust of Joan of Arc,
and high above the wedding guests
he hung the ashes of her wedding dress.

It was deep into his fiery heart
he took the dust of Joan of Arc,
and then she clearly understood
if he was fire, oh then she must be wood.
I saw her wince, I saw her cry,
I saw the glory in her eye.
Myself I long for love and light,
but must it come so cruel, and oh so bright?

Agora as chamas perseguem Joana D’Arc
enquanto ela cavalga no escuro;
sem a lua para fazer brilhar sua armadura,
nenhum homem para guiá-la nesta noite enevoada.
Ela disse: “Estou cansada da guerra,
quero o tipo de trabalho que tinha antes,
um vestido de noiva ou algo branco
que sirva ao meu grande apetite.

Bem, fico feliz por ouvi-la falar desse jeito,
sabes que a vi cavalgar todos os dias,
e algo me compele a vencer
como uma fria e solitária heroína.
“E quem é você”, gravemente ela falou
para aquele entre a névoa
“Por que, sou o fogo”, ele respondeu,
“E amo a sua solidão, amo seu orgulho”.

“Então, fogo, faça seu corpo frio
meu corpo te darei para que o envolva”,
ao dizer isso, ela se entregou
para ser sua, sua única noiva.
E no fundo de seu coração flamejante
ele tirou o pó de Joana D’Arc,
e acima dos convidados do casamento
ele pendurou as cinzas do vestido da noiva.

Foi do fundo de seu coração flamejante
que ele tirou o pó de Joana D’Arc,
e então ela claramente entendeu que
se ele era o fogo, ela seria a madeira.
Eu a vi temer, a vi chorar,
vi a glória em seu olhar.
Eu mesmo desejo amor e luz
mas deveria ser tão atroz, e, ó, tão brilhante?

I like to sing a song which is called the "Master Song" and it's about the trinity... Leave that for the scholars : It's about three people.

BBC Session - 1968